O Próximo

Publicado: dezembro 10, 2011 em estudo


Significado de Próximo (segundo o dicionário)

s.m. O homem considerado em relação a outro homem; conjunto dos homens em relação a um entre eles: amar ao próximo como a nós mesmos. / &151; S.m.pl. As pessoas que nos são chegadas; os parentes

Um dia desses, em um diálogo, perguntei a uma pessoa:

_ quem eu posso considerar meu próximo? _ Ao que ela respondeu:

_ “na gramática, próximo é aquele que está perto.”

_ E biblicamente? _ voltei a perguntar.

_ “A Bíblia não pode fugir à gramática”

Essa pequena conversa me inspirou a refletir sobre o assunto. Então resolvi fazer esta postagem.

Pra começar: estar perto não é a definição da palavra próximo (vide dicionário, se precisar tem um link aí do lado), e sim um sinônimo.

Ora, se eu concordar com a ideia de que próximo é aquele que está perto, torno sem sentido as palavras de Jesus, visto que na sua narração ele mostra outra realidade, vamos ler um pouco:

E eis que se levantou um certo doutor da lei, tentando-o, e dizendo: Mestre, que farei para herdar a vida eterna? E ele lhe disse: Que está escrito na lei? Como lês?

E, respondendo ele, disse: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo.
E disse-lhe: Respondeste bem; faze isso, e viverás.
Lucas 10:25-28

E ainda: Ele, porém, querendo justificar-se a si mesmo, disse a Jesus: E quem é o meu próximo? 
Lucas 10:29

Será mesmo que um “doutor” da lei não saberia em que sentido estaria a palavra próximo? (por isso diz que, para tentar a Jesus ele fez tal pergunta). Porém o que me chama a atenção é a narrativa de Jesus, observemos que ele não disse isso em forma de parábola ( pois as parábolas eram ditas para que só os seus discípulos e Jesus soubessem do que se tratava  Lucas 8:10), mas contou uma história com elementos bem definidos.

E, respondendo Jesus, disse: Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu nas mãos dos salteadores, os quais o despojaram, e espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto.
E, ocasionalmente descia pelo mesmo caminho certo sacerdote; e, vendo-o, passou de largo.
E de igual modo também um levita, chegando àquele lugar, e, vendo-o, passou de largo.
Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão;
E, aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem, e cuidou dele;
E, partindo no outro dia, tirou dois dinheiros, e deu-os ao hospedeiro, e disse-lhe: Cuida dele; e tudo o que de mais gastares eu to pagarei quando voltar. 
Lucas 10:30-35

Admiro muito a perspicácia de Jesus ao contar esta história, pois ele usa um elemento que podemos definir como que sendo um Judeu ( Descia um homem de Jerusalém para Jericó) que sofreu o roubo seguido de agressão e ficou “meio morto”. Então seguindo a narrativa ele cita um sacerdote, isto é, um homem especialista nos ritos, ensinamentos e tudo o mais da religião judaica. O que ele fez ao ver o homem naquela situação? Passou de largo.

Aí veio também um levita, um cara que era separado para os serviços no templo, como o louvor (cânticos) por exemplo, deveria por isso ser um homem extremamente religioso. O que ele fez? Teve a mesma atitude negligente do sacerdote, passou de largo.

Agora a narrativa chega ao ápice, pois veio um, ninguém mais, ninguém menos que um samaritano, um mestiço detestadíssimo pelo povo hebreu. O que ele fez? Socorreu o infeliz sem negar-lhe nada, não só naquele momento, mas até que ele se recuperasse. Antes de citar a pergunta de Jesus, vou fazer as minhas perguntas.

Não passaram os três pelo mesmo lugar? ou melhor, não estavam à mesma distância do homem caído? …

E a pergunta de Jesus: Qual, pois, destes três te parece que foi o próximo daquele que caiu nas mãos dos salteadores? 
Lucas 10:36

Bem, se ser próximo é estar perto, então os três foram próximos daquele desgraçado, já que todos estiveram a mesma distancia do lastimoso.

Gostei muito também do fato de Jesus (pense num homem sábio!) ter deixado a cargo do tentadorzinho safado a resposta.

E ele disse: O que usou de misericórdia para com ele. Disse, pois, Jesus: Vai, e faze da mesma maneira. 
Lucas 10:37

Imagino com que cara esse bocó respondeu isso, rsrsrsrs …

Mas vamos as questões: se o que usou de misericórdia foi “O PRÓXIMO” (repararam que não tem plural?), então aquele desventurado que levou a surra devia uma coisa ao samaritano, sei que todos nós sabemos o que é, mas vou dar uma dica:  Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças, e de todo o teu entendimento, e ao teu próximo como a ti mesmo.

 Amarás + próximo = ele devia ao “próximo” (não ao sacerdote, nem ao levita), o amor, melhor dizendo, o cumprimento do mandamento amar, não só enquanto ele estivesse perto, mas sempre, pois o mandamento é “amarás ao teu próximo”.

Então, tenho certeza que ser “o Próximo” não é a mesma coisa de estar perto. Se for, então o surrado não teria mas como próximo dele àquele samaritano (Jesus não disse “bom samaritano”, isso é coisa daquelas epígrafes que na maioria das vezes são bem cretinas, deve ter sido ideia de algum padre…) a partir do momento em que ele se afastasse. sem lógica né? Pois é.

Outro ponto importante a ser analisado é que o samaritano se fez próximo do espancado. Isso para nós é uma lição. Pois na maioria das vezes queremos receber o bem, e nem sempre estamos dispostos a praticá-lo. Não basta ser crente, tem que “amar”, no real sentido da palavra, cumprir o mandamento.

Então não serei mais concordante com quem vier me dizer que todos são meus próximos, ou que os que estão perto de mim o são.

Por isso não canso de dizer:

                                  “Nada Podemos Contra a Verdade”

Anúncios
comentários
  1. Anônimo disse:

    PARABENS PELO TEXTO, MUITO INTELIGENTE SUA ANALISE , MAIS É NECESSARIO TER UMA IMTERPRETAÇÃO CORRETA DE CADA TEXTO, PARA QUE NÃO HAJA, BRECHAS PARA FALSAS DOUTRINAS. QUE DEUS TE ABENÇOE GRANDIOSAMENTE. http://rcostaalves.blogspot.com//

  2. roberta disse:

    A sua explicação sobre ser próximo foi 10 gostei, que pena que muitos não pensam
    por essa linha de raciocínio que é a realidade das escrituras.

  3. A paz gostei desse assunto muito interessante, que Deus continue te abençoando mais e mais para divulgar aqui postagens desse tipo abençoado.

  4. tsor disse:

    Isso! Definição precisa. As igrejas afirmam um tal de amor “sentimento” que os tornam sem compromisso com nada vezes nada, basta apenas sentir e pronto! Realmente, o amor tem uma direção certa ele é EXCLUSIVAMENTE ao PRÓXIMO….É e MANDAMENTO.
    um abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s