Paulo, inconstante? NÃO!

Publicado: dezembro 9, 2011 em estudo

Há muito tempo, tenho ouvido muita gente falando sobre a passagem de romanos capítulo 7, tomando essa passagem da carta de Paulo aos romanos como um subterfúgio, diria até uma desculpa para pecar, para ser inconstante, características que não condizem com o caráter de um homem de Deus como foi o apóstolo Paulo. É muito fácil pra alguém dizer que não consegue fazer o bem, “porque a carne é fraca” (mas o espírito, na verdade, está pronto), “o bem que eu quero esse não faço”, e dá-lhe desculpa esfarrapada, baseando-se numa interpretação errônea e medíocre.

Neste capítulo Paulo fala de uma maneira muito sábia sobre o pecado e a lei.

Vejamos: rom.7. “9 E outrora eu vivia sem a lei; mas assim que veio o mandamento, reviveu o pecado, e eu morri;

Se observarmos bem veremos claramente que ele escreveu dizendo que ele vivia sem a lei, ou seja, ele tinha uma vida sem mandamento, uma vida dele, onde ele vivia única e exclusivamente para si mesmo.

Na segunda parte do versículo, ele fala que quando veio o mandamento, ele tinha contra o quê pecar, pois quando não há lei também não há pecado, logo ele não poderia mais viver a mesma vida, então ele morreu, morreu para si mesmo. Como ele afirma em outra passagem:    “ não vivo mais eu, mas é Cristo que vive em mim”

Também :  “10 e o mandamento que era para vida, esse achei que me era para morte.

11 Porque o pecado, tomando ocasião, pelo mandamento me enganou, e por ele me matou.

12 De modo que a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom.”

“13 Logo o bom tornou-se morte para mim? De modo nenhum; mas o pecado, para que se mostrasse pecado, operou em mim a morte por meio do bem; a fim de que pelo mandamento o pecado se manifestasse excessivamente maligno.

“mas o pecado, para que se mostrasse pecado, operou em mim a morte por meio do bem” , mais uma vez ele afirma que por meio do bem a morte foi operada nele, ora se não buscarmos entendimento, de maneira alguma compreenderemos isto, pois como pode o pecado operar a morte por meio do bem?

A não ser, que ele esteja falando em um contexto diferente, como que a consciência devidamente constituída nas ordenanças de Deus o impede de viver como ele queira, isto é, se ele sabe fazer o bem e não faz, logo torna-se negligente e peca contra aquilo no qual foi instruído.

14 Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado.

15 Pois o que faço, não o entendo; porque o que quero, isso não pratico; mas o que aborreço, isso faço.

16 E, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa.

Aqui temos um empasse, a figura perfeita do homem inconstante (que não analisa com entendimento), mas também mostra claramente a luta interna entre uma “alma natural” (sem mandamento) e a “alma vivente”  (que cumpre o mandamento). “A lei é espiritual, mas eu sou carnal” , agora é notório que existe uma luta interior, o espirito (do homem) contra a carne que é a própria vontade do homem.

Então vem a clássica frase que serve de muleta para muitos: “porque o que quero, isso não pratico; mas o que aborreço, isso faço.” 

Então devo concordar que o apóstolo Paulo, homem de fé inabalável, era inconstante, ele mesmo que diz “sede perfeitos”? Não!

porque o que quero (minha própria vontade, a carne), isso não pratico

mas o que aborreço (minha carne aborrece, a lei que é espiritual), isso faço.

18 Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; com efeito o querer o bem está em mim, mas o efetuá-lo não está.

Então torna-se inegável o fato de que Paulo não falava que não podia cumprir a lei (espiritual), e sim que ele a cumpria mesmo contra o seu próprio querer.

19 Pois não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse pratico.

20 Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim.

21 Acho então esta lei em mim, que, mesmo querendo eu fazer o bem, o mal está comigo.

22 Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus.

 

O versículo 22, é ainda mais específico quando afirma que o homem interior (espiritual), tem prazer na lei de Deus, como eu posso então concordar com aqueles que insistem em ficar na mesmice, usando as palavras de um homem santo (irrepreensível) para ostentar a permanência no pecado?

Busquemos o entendimento, e não coloquemos nossos sentimentos acima das escrituras.

Ou podemos dizer que viver assim, querendo fazer o bem e não conseguindo, sempre voltando às velhas práticas, concordamos com a lei de Deus que é boa e nos vivifica? (12 De modo que a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom.)

 

Cumpramos, então a lei, não a lei da carne, do pecado (afinal não somos judeus), mas a lei do entendimento (espirito).

 Graças a Deus, por Jesus Cristo nosso Senhor! De modo que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado. (pois na carne ele era judeu)

O que mais direi?

NADA PODEMOS CONTRA A VERDADE!

Anúncios
comentários
  1. Anônimo disse:

    Realmente, irmão, não há a menor possibilidade de usarem aquilo que disse Paulo, para afirmarem absurdos que se escuta hoje em dia como: ah, o homem É PECADOR, não pode ser perfeito e tralalá e trololó…tentando justificar uma vida de pecados. Seria então uma terrível contradição de Jesus que disse: sede santos como santo é o vosso pai…

    Muito bom, fica na paz.

  2. as pessoas usam de tudo para justificarem seus pecados e suas ideologias erroneas, e usam até as escrituras como base para seus pensamentos distorcidos. parabens! seu blog é excelente.

  3. Marcio Mendes disse:

    Temos de aplicar tudo o que está escrito através do apostolo paulo disse, pra que possamos ser verdadeiros cristãos, sem temores, mas em graça sabedoria.

    Na graça que é de graça!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s